18 de março, 2016

SP-Arte cria novo setor dedicado ao design

Pindá perfil

Uma das áreas de maior destaque da criatividade brasileira, o design terá seu espaço exclusivo na 12a edição da SP-Arte, a feira internacional de arte de São Paulo.

De 7 a 10 de abril, o terceiro andar do Pavilhão da Bienal vai abrigar um setor com os destaques do design autoral brasileiro: ETEL, DPOT, Firma Casa, Artemobilia, Mercado Moderno, OVO, entre tantas que têm em seus catálogos nomes como Luciana Martins e Gerson de Oliveira, Jader Almeida, Zanini de Zanine, e muitos outros celebrados designers contemporâneos. Além deles, os clássicos criadores do mobiliário brasileiro modernista: Giuseppe Scapinelli, Gregori Warchavchik, Joaquim Tenreiro, Jorge Zalszupin, Lina Bo Bardi, Oscar Niemeyer, Sergio Rodrigues e Zanine Caldas.

Assim como já acontece com a SP-Arte, hoje uma das dez feiras de arte mais importantes do mundo, o setor de design pretende ser uma plataforma de negócios que movimente o crescente mercado brasileiro, desperte o interesse para a produção local e coloque o Brasil no calendário mundial de design. “Queremos mostrar o bom design brasileiro para todos. É para apreciadores, para quem quer conhecer mais, e também para o público internacional”, explica Fernanda Feitosa, fundadora e diretora da SP-Arte.

O novo setor, que abrangerá desde as primeiras peças criadas no Brasil até o moderno design brasileiro, delineará, em sua edição de estreia, uma história do mobiliário nacional.

Os visitantes poderão ver o que há de mais atual no ramo, como o trabalho de Zanini de Zanine (hoje um dos jovens nomes nacionais mais festejados), as peças apuradas de Jader Almeida, o humor elegante e conciso da OVO, o colorido bem aplicado e as formas geométricas de Marton, as refinadas peças de vidro e também de madeira de Jacqueline Terpins, além do sempre preciso trabalho de mestres da madeira como Carlos Motta e Hugo França.

Haverá a apresentação de coleções especiais, como a inédita de Claudia Moreira Salles, na ETEL; a Cangaço, assinada pelos irmãos Campana e por Expedito Seleiro com exclusividade para a Firma Casa, além de peças especiais de Carlos Motta em homenagem aos seus 40 anos de carreira. Destaque na DPOT para Geraldo de Barros e Jader Almeida, e mais a edição especial Banco 15, de Zanini de Zanine , em homenagem aos 15 anos de falecimento de seu pai, Zanine Caldas, na galeria Mercado Moderno.

Complementando a programação e com um foco no futuro, o Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, que lançou sua primeira graduação em Design em 1984, exibirá em seu espaço trabalhos de destaque de alguns dos seus melhores alunos, especialmente selecionados para a Feira.

SP-ARTE/2016

Datas abertas ao público: 7, 8, 9 e 10 de abril de 2016 Pré-estreia VIP e imprensa: 6 de abril de 2016 Pavilhão da Bienal
Parque do Ibirapuera, Portão 3

São Paulo, Brasil

Entrada:

R$ 40,00 [geral] R$ 20,00 [meia*]

*estudantes, portadores de deficiência e idosos com mais de 65 anos [necessária a apresentação de documento]. O Vale-Cultura poderá ser utilizado para o abatimento de 50% do valor do ingresso. Crianças de até 10 anos não pagam entrada.

Captura de Tela 2016-03-18 às 11.14.22

Deixe um comentário

* Campos obrigatórios